Políticas Públicas: caminho que todo cristão é chamado a trilhar

A Paróquia Santíssima Trindade reuniu lideranças pastorais e comunitárias na tarde do último domingo (17/2) na igreja Nossa Senhora da Penha no primeiro encontro de preparação e formação para a Campanha da Fraternidade 2019. Cerca de 70 pessoas puderam exercitar a etapa VER do método ver-julgar-agir para compreender a importância das Políticas Públicas na garantia de vida e vida em plenitude para todo cidadão e cidadã. 

CF2019 (3)

Mediado pelo Espaço Magis Trindade e pela Área Social Paroquial, o encontro teve início com intervenção dos jovens Roger Patrick e Talita Borges, ambos estudantes de Direito, na qual contextualizaram Políticas Públicas e Direitos Fundamentais da pessoa humana. 

Nem mesmo a forte chuva impediu a dinâmica proposta pelo jesuíta Isaías Gomes. Ele, estudante de Teologia na FAJE, fez memória de que todo/a cristão/ã é um ser Político, pois “pelo Batismo fomos revestidos como Sacerdotes, Profetas e Reis e dessa unção, somos convidados e enviados a participar e transformar vidas e sociedades”, afirmou.

Ao recordar o lema da CF-2019, extraído do livro do Profeta Isaías – “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27), o jovem jesuíta destacou o Direito – sistema de igualdade para todos – e a Justiça – como motivação, força e sustentação da vida em sociedade. Ele relacionou a CF-2019 com Família, Direitos Humanos, Trânsito, Comunicação e Educação, temáticas que estão diretamente vinculados ao tema “Fraternidade e Políticas Públicas”.

Além disso, participantes puderam refletir e destacar a importância de a Igreja, por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de todo o clero e de modo especial os leigos e leigas entrarem com força, sabedoria e dedicação nas discussões sobre a aplicação das Políticas Públicas. “É tempo de sair de cima do muro e ser claros na nossa participação social”, reforçou o coordenador da comunidade Bom Jesus, José Wilson. 

Para avançar no diálogo proposto pela CF-2019 é preciso considerar que “a política consiste no conjunto de procedimentos formais e informais que expressam relações de poder e que se destinam à resolução pacífica dos conflitos quanto a bens públicos“. 

Para exemplificar a importância das Políticas Públicas, a Paróquia fez convite ao mestre em Educação e integrante dos coletivos de prevenção à criminalidade e em defesa da vida das juventudes, Sebastião Everton. Ele, que integrou o Programa Fica Vivo!, implantado na área territorial da paróquia desde 2005, falou sobre a elaboração, implantação e formas de monitoramento e revisão de uma política pública.

Antes, porém, Sebastião Everton afirmou que “nem toda decisão política chega a constituir uma política pública, pois a sua dimensão pública é dada não pelo tamanho do agregado social sobre o qual incide, mas que são decisões e ações revestidas de autoridade soberana do poder público na tentativa de processar as demandas que caracterizam a política”. 

Em suas considerações, Everton lembrou que existe um processo decisório, às vezes feito pelo governo ou pelo Estado, que nunca se esgota nele mesmo, tendo em vista que uma decisão em política pública representa um amontoado de intensões sobre a solução de um problema, expresso na forma de lei, decretos e resoluções.  Daí, vem a busca da sociedade pela implementação da resposta ao problema. 

O caminho é feito entre idas e vindas, envolvendo flexibilização, num contínuo processo de interação e negociação ao longo do tempo, no qual os Atores Sociais que querem pôr uma política para funcionar e aqueles que querem este funcionamento dependente. “Aí, será preciso identificar quem procurar influenciar a que, a quem, como e porque”, disse ele. 

O Programa Fica Vivo! foi implementado tendo como caminho a sondagem, a implantação, mapeamentos, perfil local e atenção aos jovens, sendo feito com atuação no território e na gestão. Sendo que o primeiro contou com diagnóstico local, cursos de gestores, grupos de lideranças e planos locais de prevenção à criminalidade. Para a gestão, estudos e grupos de trabalho técnicos, planejamentos intersetoriais e estratégias coordenadas. 

Por fim, Everton destacou que “a Política Pública é um caminho, não é um processo acabado, mas sim um contínuo movimento de interação entre uma política em mudança”.

Para concluir a primeira parte da formação paroquial, reunida na proposta do VER, a coordenadora da Área Social, Maria de Fátima Gonçalves dialogou sobre a participação dos atores sociais na construção das políticas públicas. Entende-se como atores sociais não só pessoas, mas os coletivos, como as pastorais sociais de nossa rede de comunidades.

“Além de entender-se como atores sociais, é preciso que nós, cristãos e cristãs, tenhamos envolvimento nas discussões de temas propostos que vão além da experiência pastoral-comunitária”, afirmou Maria de Fátima, que traz como elemento fundamental para essa ação o deixar-se interpelar por Jesus Cristo, Ele que é ponto de partida e de chegada também em nossa prática social. 

O encontro foi concluído com uma roda de conversa, na qual, Isaías, Everton e Fátima comentaram sobre dúvidas apresentadas pelos participantes, entre as quais, a discussão sobre Estado Laico, Direitos Humanos, comportamento social pautado pelo egoísmo e falta de crédito à transformação social. Assuntos que devem e serão aprofundados nos demais encontros sobre a Campanha da Fraternidade. 

Ver (julgar e transformar) a realidade 

Ao saudar os participantes do encontro VER, o pároco da Paróquia Santíssima Trindade, padre Donizetti Venâncio SJ não mediu esforços em incentivá-los a ter os olhos abertos para enxergar as políticas públicas aplicadas em favor da vida e das populações dos sete bairros que compõem a rede de comunidades. 

“Que durante essa semana tenhamos a ousadia de olhar com atenção, ver o que se passa perto da gente, ver o que funciona e o que também está aquém, que pode ser melhor”, disse Donizetti antes de pedir que não deixemos morrer no domingo da Ressurreição, ou mesmo, na Celebração de Abertura, a proposta da Campanha da Fraternidade deste ano.

O sacerdote explicou como a Paróquia organizou as atividades de formação das lideranças em função da CF-2019. “Depois desse encontro VER, já na próxima semana, no dia 24 de fevereiro, às 15 horas, vamos voltar a nos reunir, dessa vez na Igreja São José, no Nova Esperança, para o Encontro JULGAR. À luz do Evangelho, vamos dialogar com o que vimos e vivemos nestes dias de contemplar o que acontece ao nosso redor”. 

Também nessa dinâmica, teremos o encontro AGIR, a ser realizado na tradicional Celebração de Abertura da Campanha da Fraternidade, neste ano, programada para o dia 10 de março, às 16 horas, na quadra da Creche Senhora da Paz, no Cristina B. 

É Jesus este pão de igualdade
Viemos pra comungar
Com a luta sofrida de um povo que quer ter voz, ter vez, lugar
Comungar é tornar-se um perigo
Viemos pra incomodar
Com a fé e a união nossos passos um dia vão chegar.

Está feito o convite a você, irmão e irmã de fé e caminhada. No domingo (24/2), às 15 horas, estaremos reunidos/as na Igreja São José, localizada à Rua dos Inconfidentes, 56, no Bairro Nova Esperança, para o encontro JULGAR. Esse que será mediado pelas pastorais da Catequese e dos Círculos Bíblicos.

Os encontros têm como objetivo iniciar um caminho de estudos e de elaboração de ações paroquiais para que, à Luz do Evangelho e da Doutrina Social da Igreja, possamos participar mais e melhor da elaboração, do implementação e da fiscalização das Políticas Públicas que garantam o direito à cidadania e o bem-comum. 

Veja mais fotos em nosso Flickr! Clique aqui

 

 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s