Afinal, como celebrar o Sacramento da Reconciliação? Padre Donizetti recorda cinco passos para uma boa confissão

em

A Paróquia Santíssima Trindade dará início hoje, sexta-feira (16/3), às celebrações da Semana da Misericórdia 2018. Com uma proposta mais enxuta, não ocorrerá os encontros semanais, mas uma celebração em cada uma das comunidades, além do mutirão de confissões na manhã da Sexta-feira da Paixão, em 30 de março.

Para que os fieis vivam com disponibilidade este tempo favorável ao perdão e ao exercício da misericórdia, o pároco da Santíssima Trindade, padre Donizetti Venâncio, SJ, elencou cinco passos para uma boa confissão. “Estamos no Tempo Quaresmal, daí, creio que se faz necessário termos presente o exercício da misericórdia, que se faz nesses passos”, explica. 

Confira:

Sentir-se Amado: não somente um sentimento teórico, mas, experiencial. Trazer à mente uma experiência do seu relacionamento com Deus. Ter presente nossa condição de criaturas de Deus. Criados(as) à Sua imagem e semelhança. Portanto, não somos deuses, mas filhos(as) muito amados(as).

Reconhecer-se Pecador(a): o pecado corrompeu a imagem e semelhança de Deus no pecador. O sacramento da Reconciliação quer restaurar essa imagem. Quer devolver ao pecador a sua condição primeira. Para isso ele(a), precisa reconhecer-se pecador(a).

Querer mudar de coração: deixar para traz o coração de pedra que foi carcomido pelo pecado e colocar um coração novo, de carne, de sentimentos, de afeições ordenadas, de bons propósitos, de bons desejos.

Declarar-se culpado: “Confessei a ti o meu pecado e tu absolveste o meu delito, perdoaste o meu pecado”. Sl 32(31),3-5. No reconhecimento, sentindo-se culpado, mas não condenado, a pessoa se liberta.

A reparação – assumir um compromisso: o pecado, na ordem pessoal ou comunitária, causa uma mazela, corrompe, etc. Cabe ao pecador(a), já perdoado por Deus, buscar a reparação. Algo que seja concreto. Por exemplo: devolver o que foi tirado, visitar um doente, acolher uma criança, dar de comer a quem tem fome, etc.

Celebrações da Misericórdia

Tendo consciência de que a Misericórdia é dom de Deus, Pai e Mãe de Bondade, que aconchega-se no coração humano a partir de sua abertura ao Amor Divino, a Celebração da Misericórdia se faz parte de um caminho comunitário de reconciliação. 

Estruturada com momentos de confissão e absolvição comunitária, a liturgia das celebrações na Semana da Misericórdia reforça o convite a um dos aspectos que o papa Francisco mais destacou no Ano Santo da Misericórdia: a importância de vivermos a misericórdia na prática e não apenas de palavra.

Nas celebrações, o fiel é convidado a dar o primeiro passo e deixar ser “misericordiado” pelo Senhor, isto é, acolhido pelo Seu amor inclusive com as suas misérias e perdoados de suas falhas. Além disso, é enviado, como fruto dessa experiência da misericórdia divina, a abrir o próprio olhar e o coração ao próximo. 

1

A primeira celebração da misericórdia terá lugar na comunidade São José, no bairro Nova Esperança, e a atividade está inserida na programação da Festa do Padroeiro. Então, hoje (16/3), às 20 horas, você é nosso convidado para este momento de encontro e celebração do amor e do perdão de Deus. A celebração será presidida pelo padre Donizetti. 

Datas e locais

  • Nossa Senhora da Guia (e S. Família)
    19 de março, às 20 horas, com o padre Roberto, SJ.
  • Bom Jesus (e S. Alberto)
    20 de março, às 20 horas, com o padre Roberto, SJ. 
  • Santo Inácio
    21 de março, às 20 horas, com o padre Delmar, SJ. 
  • São José de Anchieta
    22 de março, às 20 horas, com o padre Donizetti, SJ. 
  • Nossa Senhora da Paz
    23 de março, às 20 horas, com o padre Rogério, SJ. 
  • Nossa Senhora da Penha
    24 de março, às 20 horas, com o padre Roberto, SJ. 

Confissões auriculares (individuais)

Colaboradores da missão na Paróquia, padres jesuítas estarão à disposição dos fieis que queiram confessar-se individualmente na manhã da Sexta-feira da Paixão, 30 de março, em todas as comunidades. Este mutirão acontece, geralmente, das 8 às 12 horas. 

Informe-se com a coordenação sobre o atendimento à Confissões individuais durante a Semana Santa em sua comunidade e participe com essa mesma comunidade de fé da Celebração da Misericórdia. 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s