Festa do Bom Jesus: Deus é o Bom Pastor que cuida de cada um de nós

A Paróquia Santíssima Trindade esteve reunida, na tarde/noite desse domingo (26), para celebrar Jesus Cristo, Rei do Universo, na solenidade eucarística que também marcava o encerramento da 18ª Festa da Comunidade Bom Jesus, no Belo Vale. Aos fieis, padre Donizetti destacou a importância da celebração e fez dois convites à toda comunidade paroquial: rezar a novena de natal e comprometer-se com os mais pobres.

DSC_0010

Ao explicar o sentido litúrgico da Solenidade, Donizetti afirmou que essa está no mesmo patamar de importância do Natal e da Páscoa. Isso porque foca a pessoa de Jesus Cristo, Rei do universo. O pároco destacou ainda que Cristo é contemplado em sua realeza, mas não como aquele rei que é servido, estático em seu trono. Ele é Rei na vida de cada um de nós, um rei-pastor, que ama e cuida de todas as suas ovelhas.

Enquanto lê a notícia, dê o play é ouça a homilia do padre Donizetti. 

Ainda em sua fala, deixou claro que as leituras e o salmo apresentam Jesus como Rei-Pastor que vem cuidar de seu rebanho. O profeta Ezequiel afirma que não é uma ou outra, mas todas, pois o Senhor é o pastor de todos, sem exceção. Já o Evangelho trouxe uma realidade muito concreta para quem é fiel a este Pastor.

“Jesus apresenta uma mensagem direta e muito clara, pois a quem deseja estar com ele em sua glória, é preciso ter atenção às boas obras que faz aqueles mais pequeninos. ‘Em verdade eu vos digo que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes! (Mt 25,40)’“, recordou Donizetti.

Assim, na Festa do Bom Jesus padre Donizetti convidou a Paróquia Santíssima Trindade, suas comunidades, pastorais, movimentos e fieis a um oportuno momento de reflexão sobre a atuação das pastorais sociais e outras ações que têm como foco a promoção da vida e o cuidado com os mais pobres e os que mais precisam.

“Se alguém ainda duvida se a pastoral social é importante na vida da igreja e da nossa paróquia, o Evangelho dissimula todas as dúvidas”, garante Donizetti. Jesus não tem como ser mais claro, não fala de coisas teóricas, Ele fala de uma realidade nua e crua ao indicar como devemos agir: estava nu e me vestiu, com fome e me deste o que comer. É possível ver o trabalho das pastorais da Criança e da Pessoa Idosa, da Pastoral Carcerária e dos Vicentinos nesse Evangelho (Mateus 25, 31-46).

Rezar e cuidar

“Não é possível ficar ai pelos cantos com cara de sexta-feira, é tempo de fazer o que precisa ser feito”, disse Donizetti.

Atualmente, para garantir recursos ao trabalho das Pastorais Sociais e o atendimento às pessoas que mais precisam, a Paróquia Santíssima Trindade conta com um Fundo Social, mantido pela doação dos fieis e com contribuição das comunidades.

No entanto, sugere o padre Donizetti, não basta apenas ter dinheiro! É preciso ter recursos e o coração preparado com a força da oração para bem encaminhar o trabalho de acordo com aquilo que as pessoas estão precisando. Como?

  • Participar da Novena de Natal

A novena é o caminho para quem desejar preparar-se espiritualmente para viver o Natal. A cada encontro você reza e aprofunda no sentido real do Nascimento de Jesus . Os livrinhos já podem ser adquiridos nas comunidades. Organize sua família, seu circulo bíblico, sua rua, seu condomínio, seu grupo de amigos e faça a novena de natal.

  • Contribuir com e difundir o Fundo Social

Com um cenário social ainda mais preocupante e diante das necessidades das pessoas, a Paróquia já faz uso do Fundo Social constituído na Festa Paroquial, em junho. Os fieis já têm contribuído generosamente, mas se faz necessário que tenhamos maior atenção a essa proposta e o Tempo do Natal nos permite reforçar este pedido.

Quem ainda não tem o Carnê Social pode adquiri-lo nas comunidades ou na Secretaria Paroquial, pois contribuir com o Fundo Social pode ser uma sugestão de Gesto Concreto para os grupos de Novena de Natal.

18ª Festa do Bom Jesus

Como é bom pronunciar essa expressão: “Bom Jesus!”

Com atividades acontecendo desde o dia 4 de novembro, essa festa marca a maioridade da comunidade católica fundada em 1999 no Belo Vale. Antes da solenidade, os fieis se reuniram próximo à casa que sediou a primeira missa no bairro, e, de lá, caminharam em procissão até a igreja, muito bem preparada e ornamentada, onde já se encontravam fieis de todas as outras oito comunidades da Paróquia Santíssima Trindade.

Como o aniversário trazia uma contagem simbólica, o Conselho Comunitário também optou por dar nova caracterização à programação da Festa do Bom Jesus. Assim, deram aos fieis diferentes atividades de convivência e celebrativas, entre as quais três missas em diferentes setores do bairro.

“Atentos à recomendação do papa Francisco, buscamos estar com as pessoas do nosso bairro, naqueles lugares mais distantes da igreja. Ousamos ser Igreja Viva com o povo, no meio do povo”, recorda o coordenador comunitário, Valtênio José. Foram, ao todo, três missas de setores, as quais tiveram bonita participação dos fieis.

Os jovens tiveram momentos de protagonismo e participação na 18ª Festa do Bom Jesus. Eles conduziram, no dia 4, a experiência do Ofício Divino, e ontem, pela manhã, a 2ª edição da Gincana da Juventude. Distribuídos em cinco equipes, cerca de 120 jovens e adolescentes de toda a paróquia participaram da atividade.

Como atividades de convivência, a comunidade Bom Jesus ofereceu Noite do Espaguete e o já famoso esperado Bingo do Salário Mínimo. Este, realizado em um espaço de eventos e que contou com grande participação.

Tríduo Preparatório

Coordenadora paroquial do Dízimo e integrante da comunidade Bom Jesus, Júlia Oliveira destacou a participação das demais comunidades no Tríduo Preparatório. Lembra com alegria da celebração do 1ª Dia, animada pelas comunidades São José, Anchieta e Nossa Senhora da Guia. “O padre Delmar indagou sobre como temos trabalhado para colher os frutos dos talentos oferecidos a cada um de nós na mesma medida”, disse.

Já na segunda noite, conduzida pelas comunidades-irmãs mais velhas, Nossa Senhora da Paz e Nossa Senhora da Penha, padre Donizetti fez refletir sobre as ocasiões em que Jesus chorou, deixando claro que é preciso não esconder os sentimentos, deixar com que as lágrimas saiam quando isso for possível e necessário.

Por fim, as comunidades Santo Inácio e Santo Alberto Hurtado animaram a celebração de encerramento do tríduo, na qual o padre Donizetti fez compreender a necessidade de sermos bons uns com os outros.

Depois desses dias de preparação (22, 23 e 24), a comunidade foi chamada à celebrar a Luz de Cristo, na noite do último sábado (25). O estudante jesuíta e assessor paroquial da Pastoral dos Ministros, Alex Palmer conduziu a celebração.

Aniversário do Grupo de Oração

Com atuação e parte integrante da comunidade, o grupo de oração Chama Viva celebrou seu 13º aniversário na programação da festa. No dia 19 de novembro, na missa das 18h, conduziram a liturgia e motivaram a participação dos fieis na vida diária da igreja. Nessa ocasião, também foi hasteado o mastro do Bom Jesus do Belo Vale.

“Foi muito bom celebrar o aniversário do nosso grupo, a participação da comunidade foi muito boa, foi uma noite muito festejada”, recorda o jovem integrante do movimento, André Rodrigues.

Veja mais fotos em nosso Flickr. Clique aqui!

Faça parte da Pastoral da Comunicação da Paróquia Santíssima Trindade. Contribuíram com essa publicação: João Paulo Marques, Julia Oliveira e Marcelo Barbosa. 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s