Santuário da Mãe Rainha recebe peregrinos da Paz e tem missa presidida pelo padre Donizetti

em

No último domingo (1º), a Paróquia Santíssima Trindade conduziu, pela primeira vez, a Celebração da Eucaristia no Santuário da Mãe Rainha, em Confins. Participaram cerca de 70 pessoas da comunidade Nossa Senhora da Paz e outros mais da igreja de Santo Inácio na missa presidida pelo padre Donizetti Venâncio, SJ. Na Paróquia, 60 famílias recebem a visita da capelinha da mãe rainha.

Integrante da comitiva, Ademir Geraldo recordou a bonita e calorosa recepção oferecida ao grupo da paróquia. “Estavam a nos esperar com tudo bem preparado, do som, passando pela ornamentação, paramentos litúrgicos e tudo mais. Tivemos um grato momento de oração, partilha, unidade e convivência”, destacou.

A Missa foi toda ela conduzida por agentes pastorais da comunidade Nossa Senhora da Paz. Na animação nos cantos, com os ministros da Eucaristia e da Acolhida e a Liturgia.

Acompanharam a entronização da imagem de Nossa Senhora Aparecida, em função da celebração dos 300 anos de Devoção, e de Nossa Senhora da Piedade, pelos 250 anos de peregrinação ao seu santuário na Serra da Piedade.

Santuário da Mãe Rainha

A primeira imagem peregrina da Mãe Rainha chegou à Arquidiocese de Belo Horizonte no final dos anos 80. Em 1990, iniciou-se a Campanha da Mãe Peregrina, como um serviço pastoral nas paróquias. Em maio de 2003, foi inaugurado o Santuário Schoenstatt Tabor da Liberdade.

Situado em Confins, a 30 km de Belo Horizonte, o Santuário Schoenstatt Tabor da Liberdade é um lugar privilegiado de graça e encontro, um ponto de referência para a reconquista do vínculo com Deus e com o próximo.

Anunciar a Mãe de Deus, a Mãe e Rainha três vezes admirável de Shoenstatt, como companheira e colaboradora permanente de Cristo na obra da redenção e como educadora dos povos é a premissa desse Santuário.

Atualmente, na Paróquia Santíssima Trindade, existe um grupo de vivência devocional à Mãe Rainha. Sediado na Comunidade Nossa Senhora da Paz, está responsável por manter viva a devoção na Mãe e Rainha três vezes admirável de Shoenstatt. A coordenadora do movimento é a Ângela Regina.

O início de uma forte devoção

A devoção a Nossa Senhora de Schoenstatt iniciou no dia 18 de outubro de 1914, quando o padre José Kentenich, ao ministrar uma palestra para os alunos do Seminário de Schoenstatt, na Alemanha.

Recebendo a inspiração divina, ele convidou os alunos para rezarem a Maria e oferecerem sacrifícios a ela, principalmente pela educação. O pedido era para que a pequena capela da Congregação, na época consagrada a São Miguel, virasse um Santuário de graças, centro de um movimento de renovação que, mais tarde, se espalharia pelo mundo todo.

Assim, a capelinha estaria destinada a se transformar em um lugar onde as glórias de Nossa Senhora se manifestariam, principalmente seus feitos como Educadora. O objetivo é a educação de um homem novo e a construção de uma nova sociedade.

Significado do nome

Schoenstatt (que significa Belo Lugar) faz parte da cidade de Vallendar, perto de Coblença, situada na margem do Rio Reno, na Alemanha.

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s