Com serviços e apresentações culturais, Paróquia Santíssima Trindade conclui, positivamente, Semana Social 2017

em

“É preciso oferecer mais atividades como essa para a comunidade,
veja só, quantos talentos partilhados!”

Com uma mostra de trabalhos sociais e apresentações de talentos locais, a Paróquia Santíssima Trindade concluiu, no último sábado (26/8), mais uma edição da Semana Social. Com o tema “Participação Transformadora, que promove Paz e luta pela Democracia”, o evento reuniu cerca de 200 pessoas, nos cinco dias de atividades na Comunidade Nossa Senhora da Penha.

IMG_2413

“Foi um tempo de fazer memória, relembrar histórias e perceber que este território sempre foi marcado por muito encantamento e muito engajamento, uma história construída coletivamente”, recordou Suzane Almada, vereadora e integrante da comissão de organização da Semana Social 2017.

Por ela, a Semana Social é um como um Oasis, diante do deserto de incertezas que vive o Brasil e também a cidade de Santa Luzia. “Aqui percebemos as muitas possibilidades, de onde menos se espera, a esperança continua brotando. É preciso regar a esperança e continuar a caminhada”, disse.

Os debates consolidaram o olhar apontado nas reuniões de organização da Semana, com destaque à importância do trabalho em rede, do diálogo com outras frentes de atuação nos bairros, como as escolas, outras igrejas, profissionais da saúde e segurança, jovens e artistas locais. É tempo de participação e colaboração transformadora.

A Tarde Cultural traduziu a importância da colaboração e do diálogo entre as instituições locais com a presença das escolas estaduais Lafaiete Gonçalves e Wilson Diniz Filho, ambas no Palmital. A primeira, trouxe o projeto “Escola Integral”, que atende a 150 alunos da instituição com aulas de Balé e TaeKwonDo. Já a segunda, apresentou o projeto “Novo Wilson”, que busca a revitalização da escola e a superação dos preconceitos enfrentados pela comunidade escolar.

IMG_2329

Ações Transformadoras nas Escolas

Coordenadora do Projeto de Educação Integral, Paula Borges recorda que o Lafaiete Gonçalves tem hoje 1.100 alunos matriculados, destes, 150 integram o projeto. Além do balé do taekwondo, são oferecidos, desde março deste ano, acompanhamento pedagógico e aulas de Xadrez e Basquete.

“Mais do que as aulas, o projeto contribui para uma mudança de postura dos alunos, com redução nos índices de evasão escolar, melhor desempenho em português e matemática, mais interação com as famílias e, por meio do olhar diferenciado, a descoberta de  novos talentos na comunidade”, ressaltou.

A Escola Estadual Wilson Diniz Filho atende mais de 600 alunos e para vencer estigmas e preconceitos, desenvolve desde 2015, quando completou 30 anos, o projeto Novo Wilson. A professora de língua portuguesa, Michelle destaca ações do projeto que buscam melhoria da estrutura predial e para elevar a autoestima de funcionários e alunos.

“A proposta é fazer com que a escola seja vista como célula da comunidade e que precisa ser cuidada também por ela. Diversas ações do ponto de vista pedagógico, administrativo e estrutural vem sendo feitas, com a busca de parcerias com comerciantes, pessoas e instituições que possam abraçar essa causa”, destacou.

Vagas em cursos 

Você poderá se candidatar às vagas em cursos de Agente Comunitário de SaúdeRecursos HumanosAdministração que serão oferecidos pela Escola Wilson Diniz. A inscrição dos interessados será realizada entre os dias 29 de agosto e 10 de setembro, das 7 às 20 horas, na secretaria da escola. Informações pelo telefone 3636-0525.

Ações transformadoras de parceiros e pastorais

Antes de falar das apresentações culturais é importante realçar a participação das pastorais sociais da Paróquia Santíssima Trindade no evento do último sábado. Os agentes das pastorais da Pessoa Idosa, Criança, Carcerária e Vicentinos apresentaram o trabalho em estandes ao lado da escadaria da igreja, utilizada como palco.

Além das pastorais sociais, mostraram seus trabalhos nos estandes, o grupo de Alcoólicos Anônimos, sediado na comunidade Bom Jesus do Belo Vale, representantes do Programa Magis Brasil, que atua com juventudes na paróquia, e o mandato da Vereadora Suzane.

Esta última, que deixou aos participantes o convite para a Audiência Pública que irá debater sobre a situação das mulheres vítimas de violência doméstica em Santa Luzia. O evento acontece nesta sexta-feira (1/9), às 14 horas, na Câmara de Vereadores, e é uma resposta à discussão iniciada na Semana Social do ano passado.

Talentos que transformam

De todos os lugares vieram pessoas talentosas, com arte e alegria, deram mais um grito de Paz e pela Democracia no palco montado em frente à igreja de Nossa Senhora da Penha. As apresentações empolgaram o público presente na tarde de sábado. Os jesuítas Fernando Tiscareño e Carlos Vidal surpreenderam com o talento vocal e com o violão. Com música mexicana, Tiscareño deu um show logo no início do evento, enquanto o chileno Vidal mostrou técnica com o violão ao acompanhar a dona Marlene.

Veja mais fotos em nosso flickr. Clique aqui!

Por falar em dona Marlene, da comunidade Nossa Senhora da Paz, ela deu show ao recitar um poema e cantar duas famosas canções em nossa festa de encerramento da Semana Social. Outra que soltou a voz foi a Alice Cristina, da comunidade Nossa Senhora da Guia. Ao lado do André, da igreja São José, animaram o público presente. Novidade, a Alice está inscrita no The Voice Brasil. Nossa torcida por ela.

Lá da comunidade São José, além do André, também vieram com talento e alegria, a Flaviane e o tecladista mais talentoso do Brasil, Henrique. Já da igreja São José de Anchieta, também no Nova Esperança, as crianças da catequese e suas catequistas, falaram de paz e dançaram a beleza da diversidade da nossa Casa Comum.

Os alunos do projeto Escola Integral do Lafaiete Gonçalves deram duas mostras das aulas de Balé e TaeKwonDo. Beleza de apresentação e a clareza na condução do projeto quanto à liberdade dos integrantes, sejam eles menina ou menino, ao escolher o que quer fazer na dança ou na luta. E mais, quem luta não briga! Destacou o professor de TaeKwonDo.

Ainda em termos de música, tivemos a apresentação dos jovens dos grupos de oração da Renovação Carismática Católica da Penha e da Guia. Além deles, soltaram a voz o Adriano, em companhia do Adão e do André, e os jovens rappers da Esquina Crew e o MC Substrato. Não nos esquecemos do DJ WoodFlash que também garantiu o som no evento.

Claro que não nos esquecemos do grupo Art Jovem, que com sua irreverência trouxe uma crítica ao desemprego que assusta o país e as famílias. Em um copilado de cenas, deram dez dicas de como não conseguir a vaga em uma entrevista de emprego. Por tanto, você sabe, não siga as recomendações da peça. 

 

 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s