Nesta quaresma, comunidades viverão Semanas da Reconciliação

A Paróquia Santíssima Trindade já vive a experiência da preparação para a Páscoa do Cristo Jesus. Além de celebrar o Tempo Quaresmal, as comunidades já estão mobilizadas para as Semanas da Reconciliação, um período de profunda oração pessoal e comunitária por meio dos salmos e da vivência da Palavra de Deus. 

DSCF6145

Em um momento de catequese, no Vaticano, o papa Francisco afirmou que o Sacramento da Reconciliação é um Sacramento de cura, pois “quando eu vou confessar-me é para curar-me, curar a minha alma, curar o coração e algo que fiz e não foi bom”.

O ícone bíblico que o exprime melhor, em sua profunda ligação, é o episódio do perdão e da cura do paralítico, onde o Senhor Jesus se revela ao mesmo tempo médico das almas e dos corpos (cfr Mc 2,1-12 // Mt 9,1-8; Lc 5,17-26).

Neste período, nas Semanas da Reconciliação, cada comunidade é convidada a viver com intensa devoção o Sacramento da Penitência e da Reconciliação, que surge diretamente do mistério pascal, pois “de fato, na própria noite de Páscoa, o Senhor aparece aos discípulos, fechados no cenáculo, e depois de ter dirigido a eles a saudação ‘A paz esteja convosco’, soprou sobre eles e disse: ‘Recebeis o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados’ (Jo 20,21-23)”, recorda o papa Francisco.

Esta passagem nos revela a dinâmica mais profunda que está contida neste Sacramento. Antes de tudo, o fato de que o perdão dos nossos pecados não é algo que podemos dar a nós mesmos. Eu não posso dizer: perdoo os meus pecados. O perdão se pede, se pede a uma outra pessoa e na Confissão pedimos o perdão a Jesus. O perdão não é fruto dos nossos esforços, mas é um presente, é um dom do Espírito Santo, que nos enche com a misericórdia e a graça que surge incessantemente do coração aberto de Cristo crucificado e ressuscitado. Em segundo lugar, recorda-nos que somente se nos deixamos reconciliar no Senhor Jesus com o Pai e com os irmãos podemos estar verdadeiramente na paz. E todos sentimos isso no coração quando vamos confessar-nos, com um peso na alma, um pouco de tristeza; e quando recebemos o perdão de Jesus estamos em paz, com aquela paz da alma tão bela que somente Jesus pode dar, somente Ele.

Confira a escala das celebrações da Semana da Reconciliação em cada comunidade da Paróquia Santíssima Trindade: 

  • Igreja Nossa Senhora da Penha (Palmital B)
    • 16 a 19 de fevereiro, às 20 horas
    • Pe. Roberto Albuquerque, SJ
  • Igreja Santo Inácio de Loyola (Cristina C)
    • 23 a 26 de fevereiro, às 20 horas
    • Pe. Donizetti Venâncio, SJ
  • Igreja Bom Jesus (Belo Vale)
    a comunidade Santo Alberto Hurtado celebrará junto.

    • 23 a 26 de fevereiro, às 20 horas
    • Pe. Roberto Albuquerque, SJ
  • Igreja Nossa Senhora da Guia (Palmital A)
    a comunidade Sagrada Família celebrará junto. 

    • 01 a 04 de março, às 20 horas
    • Pe. Roberto Albuquerque, SJ
  • Igreja São José de Anchieta (Nova Esperança)
    • 01 a 04 de março, às 20 horas
    • Pe. Donizetti Venâncio, SJ
  • Igreja Nossa Senhora da Paz (Cristina B)
    • 08 a 11 de março, às 20 horas
    • Pe. Donizetti Venâncio, SJ
  • Igreja São José (Nova Esperança)
    dentro da programação da festa do padroeiro

    • 15 a 18 de março, às 20 horas
    • Pe. Roberto Albuquerque, SJ

As comunidades estão abetas à sua participação. Atendam ao convite que o papa Francisco nos recorda ser importante aceitar. Leia o que mais ele fala sobre o Sacramento da Reconciliação. 

Queridos amigos, celebrar o Sacramento da Reconciliação significa ser envolvido em um abraço caloroso: é o abraço da infinita misericórdia do Pai. Recordemos aquela bela, bela parábola do filho que foi embora de sua casa com o seu dinheiro da herança; gastou todo o dinheiro e depois quando não tinha mais nada decidiu voltar pra casa, não como filho, mas como servo. Tanta culpa tinha em seu coração e tanta vergonha. A surpresa foi que quando começou a falar, a pedir perdão, o pai não o deixou falar, abraçou-o, beijou-o e fez festa. Mas eu vos digo: toda vez que nós nos confessamos, Deus nos abraça, Deus faz festa! Vamos adiante neste caminho. Que Deus vos abençoe!

Com informações da catequese do papa Francisco, na Praça de São Pedro, Vaticano, do dia 19 de fevereiro de 2014. Boletim da Santa Sé, com tradução de Jessica Marçal.

 

 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s