CF 2016: a casa é comum e a responsabilidade é de todos

Paróquia Santíssima Trindade entra na Campanha da Fraternidade 2016

Eis, ó meu povo o tempo favorável,
da conversão que te faz mais feliz
Da construção de um mundo sustentável,
“Casa Comum” é teu Senhor quem diz.

Centenas de fieis participaram da celebração eucarística do 1° Domingo da Quaresma na Paróquia Santíssima Trindade. Realizada na quadra da Creche Senhora da Paz, no Conjunto Cristina, nesse domingo (14/2), a missa marcou o início das reflexões sobre a Campanha da Fraternidade nas comunidades de fé e entre os fieis, pastorais e movimentos da paróquia.

“Unimo-nos ao Cristo neste celebração e com todas as comunidades queremos fazer um projeto de vida que almeja cuidar da Casa Comum”, afirmou o escolástico jesuíta, Lucas Vinícius, ao destacar a reunião dos fieis para dialogar sobre as responsabilidades com a Terra e também com os irmãos.

A movimentação na quadra da creche começou cedo. A Comunidade Nossa Senhora da Paz além de organizar o espaço sagrado da celebração, preparou um caminho, pelo qual os fieis foram convidados a contemplar a criação de Deus e as consequências da criação (ou destruição) humana no Planeta. Este caminho foi complementado com as informações trazidas pelo Marcelo Barbosa,  ao apresentar o tema da Campanha da Fraternidade 2016. 

A Igreja nos convida a dialogar sobre o Saneamento Básico e nos chama a assumir uma postura nova diante do atual modelo de desenvolvimento que ameaça a vida e o sustento de muitas pessoas. “O cuidado com a Casa Comum e a luta pela justiça são as motivações desta campanha. Vamos juntos assumir o que já nos indica o tema deste ano: A CASA COMUM, A RESPONSABILIDADE É DE TODOS”, destacou Marcelo.

Entre os dados, cabe ressaltar as informações sobre a coleta e o tratamento do esgoto em Santa Luzia, sendo 67% do material coletado e apenas 27,5% tratado. Além disso, a cidade conta hoje com 99,25% dos imóveis com abastecimento de água potável, porém sem uma Política Municipal de Resíduos Sólidos, o que também traz prejuízos à saúde da população.

_DSC2618

Os fieis da Santíssima Trindade poderão viver a Campanha da Fraternidade também exercitando três caminhos junto ao poder público, avalia a vereadora Suzane Duarte. O primeiro é um convite para acompanhar o Plano Municipal de Saneamento Básico, aprovado em 2014. Já o segundo é a atenção e participação na discussão de um novo contrato com a Copasa, para o abastecimento de água e tratamento de esgoto. Por fim, Suzane convida os fieis a se organizar para conclamar os poderes luzienses para uma discussão e estabelecimento de uma Política Municipal de Resíduos Sólidos.

Já em sua homília, o pároco da Santíssima Trindade, padre Donizetti Venâncio, SJ, recordou que não é possível jogar a culpa para a falta de cuidado com a Terra, nossa Casa Comum, apenas para as esferas governamentais. Para ele, a sacolinha do BH (supermercado) será uma das marcas da ausência de zelo na área territorial da paróquia.

“A destruição começa quando, embaixo de uma árvore, num jardim ou em uma área  verde, o ser humano vem e deixa lá a sacolinha do BH. É preciso mudar em pequenas atitudes, converter-se em prol da casa comum”,  salientou padre Donizetti. 

Participação

Além da grande participação dos fieis é preciso destacar a presença das crianças da Comunidade Nossa Senhora da Guia e do Centro Cultural Calazans, ambos no Palmital A, que em dois momentos participaram ativamente da celebração. Antes da leitura das preces, as gêmeas apresentaram os sonhos que têm para a Terra futura e depois no momento final, quando um coral de crianças entoou mais um canto da CF-2016.

Já a juventude também demonstrou envolvimento com a temática proposta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) nesta Campanha da Fraternidade. Este ano, o Grupo Jovens da Paz apresentou um pequeno teatro e contribuiu com a reflexão dos fieis para que o cuidado com a Casa Comum não ocorra apenas quando os problemas baterem à sua porta.

Lídio Junior é um jovem recém crismado e liturgista da comunidade Santo Inácio. Para ele, dialogar sobre Saneamento Básico foi uma grande ideia da Igreja do Brasil, tendo em vista que a população precisa ser conscientizada a participar da busca pela qualidade nesse serviço vital à saúde da terra e das pessoas.

Além do povo, outros celebrantes também estavam presentes na abertura da CF 2016, com destaque à participação do padre Claudio Paul, SJ (que neste mês fica no Brasil para oferecer um curso na FAJE) e dos padres Roberto, SJ, e Delmar, SJ, novo morador da comunidade dos jesuítas em Santa Luzia, e também o padre Edson de Lima, SJ, responsável pelo teologado na Província do Brasil da Companhia de Jesus.

Fieis falam sobre a importância da tematica proposta nesta Campanha da Fraternidade

Integrante do grupo de oração da Comunidade Nossa Senhora da Penha, Milton Ilídio destacou como um movimento proveitoso, diante a realidade que bate às nossas portas. Segundo ele, foi importante participar e perceber o envolvimento das crianças, jovens na reflexão sobre o cuidado com o planeta.

“É preciso cuidar, cuidar da água, do lixo, cuidar para que a vida nesta terra seja preservada”, refletiu Terezinha Paul, a mãe do padre Cláudio, que o acompanhou nesta visita à Paróquia Santíssima Trindade. 

Além do cuidado, é preciso estabelecer um novo modo ao se relacionar com as coisas e com aquilo que consideramos lixo, recordou a coordenadora da comunidade Sagrada Família, Judith Moreira. “Eu faço minha parte no trabalho com reciclagem. Direciono o resíduo para locais apropriados à reciclagem. Além de tirar da rua aquilo que alguns jogam fora, ainda ganho um trocadinho”, concluiu. 

Gestos concretos

As nove comunidades da Paróquia Santíssima Trindade foram convidadas a lançar um Compromisso com a Casa Comum. O gesto concreto, de cada uma delas, será apresentado na reunião do Conselho Pastoral Paroquial (CPP) do mês de março. Todavia, fieis e agentes pastorais terão como primeira missão, a participação na 1ª Formação Integrada sobre a Campanha da Fraternidade. 

“Demos hoje o primeiro passo, o próximo será a Formação Integrada, para que possamos aprofundar nas discussões e sair da tentação da superficialidade e da cultura do descartável”, disse padre Donizetti, ao convidar os paroquianos para a formação, que será realizada na igreja de Nossa Senhora da Penha, no próximo sábado (20/2), às 15 horas.

Veja outras fotos em nosso FLICKR. Outros vídeos em nosso canal no Youtube. Inscreva-se em nossa página no Facebook.

 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s