Padre Roberto mostra como viver as obras de misericórdia no Ano Santo

Pensei muitas vezes no modo como a Igreja pode tornar mais evidente a sua missão de ser testemunha da misericórdia. É um caminho que começa com uma conversão espiritual; e devemos fazer este caminho…

Com estas palavras o papa Francisco, no dia 13 de março de 2015, comunicou ao mundo a sua intenção de promulgar o 29º Jubileu da história da Igreja: o Ano Santo da Misericórdia. Para nos ajudar a compreender a proposta de Francisco, padre Roberto Albuquerque, SJ, vigário da Paróquia Santíssima Trindade, preparou este texto. 

O anúncio oficial e solene do Ano Santo da Misericórdia aconteceu com a leitura e publicação da Bula (leia aqui), no domingo da Divina Misericórdia, festa instituída por São João Paulo II. Já no dia 8 de dezembro de 2015, na Solenidade da Imaculada Conceição a Porta Santa da Misericórdia foi aberta em Roma. A conclusão do Jubileu acontecerá no próximo dia 20 de novembro, nas comemorações da solenidade de Cristo Rei do universo.

A Bula de convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, intitulada “O rosto da misericórdia(Misericordiae vultus) indica os tempos, as datas de abertura e encerramento. Constitui um documento fundamental para reconhecer o espírito com o qual são convocados as intenções e os frutos esperados pelo papa Francisco.

O papa Francisco estabeleceu que, em cada Igreja particular, se abra igualmente, durante o Ano Santo, uma Porta da Misericórdia. “Portanto, o Jubileu será celebrado, quer em Roma, quer nas Igrejas particulares, como sinal visível da comunhão da Igreja inteira” (Misericordiae Vultus n. 3)

Aqui na nossa paróquia cada comunidade tem sua porta santa do ano do Jubileu.

O rito de abertura da Porta Santa expressa simbolicamente que, durante o tempo jubilar, se oferece aos fiéis um caminho extraordinário para a salvação. O Ano Santo é sempre uma oportunidade para aprofundar a fé e viver com renovado empenho o testemunho cristão. Os fiéis por ela passam, cumprindo as exigências da Igreja, poderão obter indulgências por ocasião do Ano Santo.

21598_999498526756243_5454906496129160458_nO  papa Francisco esclarece o significado profundo da indulgência, na Bula Misericordiae vultus” no número 22: 

Apesar do perdão, carregamos na nossa vida as contradições que são consequências dos nossos pecados. No sacramento da Reconciliação, Deus perdoa os pecados que são verdadeiramente apagados; mas o cunho negativo que os pecados deixaram nos nossos comportamentos e pensamentos permanece. 

A misericórdia de Deus, porém, é mais forte também que isso. Ela torna a indulgência do Pai que, através da esposa de Cristo, alcança o pecador perdoado e liberta-o de qualquer resíduo das consequências do pecado, habilitando-o a agir com caridade, a crescer no amor em vez de recair no pecado. […] 

Todo cristão, toda cristã poderá beneficiar-se da indulgência plenária, observando as seguintes condições:

  • Arrependimento e confissão dos seus pecados,
  • Participar da santa missa,
  • Rezar um Pai Nosso, uma Ave Maria e um Glória ao Pai nas intenções do papa nos dias que visitar um local designado, passando pela Porta da Misericórdia.
  • Praticar obras de misericórdia espirituais e corporais como realização da missão de Jesus de levar uma palavra e um gesto de consolação aos pobres, anunciar a libertação a quantos são prisioneiros das novas escravidões da sociedade, devolver a vista a quem já não consegue ver porque vive curvado sobre si mesmo.

Outros atos de misericórdia poderão ser vividos pelos cristãos neste ano santo. Abaixo apresentamos uma lista de exemplos corporais e espirituais.

12509086_911582448911277_6342058659380439859_n

 

 

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s