Na nova igreja de Anchieta, fieis vivenciam a fé na Santíssima Trindade

São três pessoas,
Juntas nos mostram
Faces do mesmo amor

Que linda festa! Foram muitas as cenas que revelavam o Amor de Deus, Uno e Trino. As flores dispostas pelo altar, as luzes que iluminavam a vida de cada uma das nove comunidades, os painéis dos padroeiros a sustentar uma das paredes e o belíssimo manto da Santíssima Trindade exposto do outro lado. Contudo, estar dentro da nova igreja de São José de Anchieta, fruto da solidariedade paroquial, fez com que a generosidade de Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo fosse sentida e partilhada.

?
?

O domingo no qual foi celebrado a Solenidade da Santíssima Trindade começou como o dos últimos 17 anos. Muito trabalho na organização do espaço sagrado e grande movimentação nas demais comunidades, seja no preparo do alimento a ser partilhado ou no simples desejo de embarcar para o lugar da festa.

As 16 horas, chegavam os fieis da comunidade da Penha, em seguida, os da Guia e da Sagrada Família. Do São José vieram a pé. Depois foram chegando os da Paz e também do Santo Inácio, Bom Jesus e Santo Alberto Hurtado. Com a presença dos anfitriões da comunidade São José de Anchieta já estava tudo pronto para o início da celebração. Completamente lotada, a nova igreja era admirada pelos que visitavam-a pela primeira vez. E tinham motivos para tamanha admiração.

A Celebração

Presidida pelo pároco, padre Donizetti Tadeu, sj, a Solenidade da Santíssima Trindade teve início com o ascendimento das velas, que fazem memória das comunidades que formam a rede paroquial, além da entrada dos ministros e dos sacerdotes que concelebraram a Eucaristia: o vigário paroquial, padre Roberto Albuquerque, sj, e os que cotidianamente colaboram com a vida paroquial, padre Elton Vitoriano, sj, padre Delmar Cardoso, sj, padre Edison de Lima, sj e o padre moçambicano, Carlos Cardoso, sj.

A liturgia da Palavra foi precedida pela dança de acolhida preparada pelas crianças da comunidade, que vestidas de índio recordavam o trabalho missionário e catequético de São José de Anchieta. Os coordenadores comunitários repartiam a luz no canto da sequência e juntos à toda comunidade ouviram com atenção o Evangelho proclamado pelo padre Roberto.

“A celebração foi o momento forte, o sorriso e a oração de todos… tudo falava do UM”, afirmou o padre Delmar, ao ser questionado sobre sua avaliação da festa. Mesmo com a igreja lotada, com muitos fieis de pé e pelos corredores, a tranquilidade e o silêncio proporcionavam perfeitos momentos de oração e demonstração da fé na Trindade Santa.

A homilia

20150607_182422Geralmente proferida pelo padre que preside a celebração eucarística, neste domingo, os fieis acompanharam a homilia proferida por outro sacerdote. A convite do padre Donizetti, o padre Elton conduziu a homilia e externou palavras que, sinceramente, tocaram o coração. Ao falar do mistério da Santíssima Trindade, o sacerdote recordou que “Deus Pai, Filho e Espirito Santo é visto e percebido quando a caridade acontece no mundo. A Trindade é revelada para não só na fé e na esperança, mas principalemente no amor e na caridade”, disse Elton.

É possível ouvir mais da homilia por ele anunciada. Clique abaixo e ouça.

O coral

Outra novidade para a festa neste ano foi a apresentação dos integantes do Curso de Canto iniciado na paróquia em 2014. Após as apresentações do Musical de Natal foi a primeira exibição do grupo de canto, que conforme anunciou o padre Donizetti, a partir desta data, passa a se chamar “CORAL SANTÍSSIMA TRINDADE”.

?
?

Sob a regência do músico Anderson Cruz, cerca de 50 vozes masculinas e femininas contribuíram com o canto litúrgico no decorrer de toda a celebração e ao final da eucaristia, o Coral Santíssima Trindade agraciou os fieis com a apresentação da música “Ave Maria”. O catequista de Crisma, Tiago Felix não deixou de parabenizar o grupo. “Emocionei-me demais, pois foi tudo muito lindo, um clima perfeito para a oração”, disse.

A nova igreja e o padre Passos

Ao dialogar com os fieis após a celebração, muitos recordavam do padre José dos Passos. Muito por ainda estar recente sua despedida da paróquia e também pelo fato de a constração da igreja de São José de Anchieta ter tido grande motivação da parte dele. “Foi difícil não recordar do Passos no decorrer da celebração”, afirmou Rosário, integrante da comunidade anfitriã, ao destacar que o coração se manterá para sempre agradecido ao sacerdote pelo trabalho e constante motivação para que a igreja fosse erguida.

Confira outras fotos e vídeos na página da Paróquia Santíssima Trindade no FACEBOOK.

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s