Santo Alberto Hurtado, um fogo que acende outros fogos, foi celebrado nesse domingo na Paróquia Santíssima Trindade

hurtado_fichaCom uma celebração eucarística, a 5ª festa da comunidade Santo Alberto Hurtado chegou ao fim na tarde desse domingo (24/8). A Solenidade em honra do padre jesuíta, canonizado em 2005 pelo papa Bento XVI, reuniu dezenas de moradores do bairro Castanheiras e diversos integrantes das pastorais e comunidades da Paróquia Santíssima Trindade.

A missa teve início com a apresentação teatral sobre a vida de Alberto Hurtado. Preparado e encenado pelo grupo Art Jovem, o teatro buscou destacar a persistência de Alberto em viver a vocação sacerdotal e em garantir o acolhimento às pessoas mais empobrecidas do seu país, o Chile.

Fieis de diversas comunidades da Paróquia participam da Solenidade em honra de Santo Alberto Hurtado.
Fieis de diversas comunidades da Paróquia participam da Solenidade em honra de Santo Alberto Hurtado.

No momento em que acolhia os fiéis para a celebração, padre José dos Passos, pároco da Santíssima Trindade, destacou que Santo Alberto Hurtado é aquele que mostra um novo caminho, caminho que na verdade já é bem conhecido, porque é o caminho de Cristo na vida das pessoas. “Talvez o novo que ele traz é a maneira com ele viveu isso, tão intensamente, que a gente diz, que ele, Alberto Hurtado, é como um fogo que acende outros fogos”, disse.

A falta de adesão dos moradores do bairro Castanheiras com a experiência da vida em comunidade era uma das preocupações da comunidade que acabou se transformando em motivação para que aquela igreja local se fizesse mais próxima dos moradores. “Nos quatro finais de semana de festa, buscamos ser fogo que aquece o coração de quem está distante, de quem ainda não experimentou a alegria de ter uma família ainda maior do que aquela que vive na mesma casa que a gente”, disse Nilda Maria, coordenadora da comunidade Santo Alberto Hurtado.

Ao promover espaços para a convivência das crianças, dos pais e das mulheres, a comunidade ampliou o vigor dessa chama que arde no peito de quem já faz parte de uma comunidade de fé, pois como afirmou padre José dos Passos, “o fogo do desejo de servir ao outro, arde ainda mais quando a gente se sente tocado pelo Evangelho de Jesus Cristo, e saímos da nossa casa para ir ajudar alguém a perceber a presença de Deus em nós”.

Unidade paroquial. Agentes pastorais da igreja Nossa Senhora da Penha e Santo Alberto Hurtado.
Unidade paroquial. Agentes pastorais da igreja Nossa Senhora da Penha e Santo Alberto Hurtado.

A Eucaristia desse domingo foi o momento ápice da Festa de Alberto Hurtado, que em 2014 contou com a generosa presença e colaboração de pessoas de muitas comunidades da Paróquia Santíssima Trindade. “Desde o dia 2 de agosto, sábado de abertura da festa, integrantes da Pastoral da Juventude colaboraram, agentes pastorais da Igreja São José vieram nos visitar e conhecer a igreja, além dos participantes da oficina de arte criativa com balões que fizeram a alegria das crianças da comunidade”, afirmou Nilda Maria, que ainda recordou da colaboração da nutricionista Ludmila Suellen e de suas filhas Beatriz e Vitória, na noite de convivência para as mulheres da comunidade.

Obrigado por comentar e compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s